Artigos, Destaques, Notícias › 23/06/2017

SOLENIDADE DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

Hoje celebramos a solenidade do Sagrado Coração de Jesus. No coração de Cristo encontramos o sinal do amor imenso por nós. A Cristo nós agradecemos a vida que continuamente Ele nos oferece. A Ele nós pedimos que nosso coração seja semelhante ao Seu. Hoje, de modo especial, nos unimos à Rede Mundial de Oração do Papa (Apostolado da Oração), que tem na espiritualidade do Sagrado Coração a sua identidade mais profunda. Queremos oferecer nosso dia e tudo o que somos pela intenção que o Papa nos confia neste mês.
A devoção ao Coração de Jesus foi muito comum na Idade Média, principalmente no mosteiro beneditino de Helfta, no qual professaram santa Matilde e santa Gertrudes, muito conhecidas por seus escritos sobre o Coração de Jesus Cristo. O culto litúrgico ao Coração de Jesus foi promovido por são João Eudes (1601-1680). Seu bispo autorizou-o a celebrar a festa do Coração de Jesus no dia 31 de agosto nas casas da congregação por ele fundadas. As aparições à santa Margarita Maria de Alacoque em Paray-le-Monial (1647-1690) deram um grande impulso a esta devoção, junto com o seu diretor espiritual, o jesuíta são Claudio de la Colombière. A festa foi aprovada primeiramente na Polônia e na Espanha, pelo Papa Clemente XIII em 1765. E somente em 1856 Pio IX estendeu a festa do Coração de Jesus a toda a Igreja. E em 1889 foi elevada a categoria litúrgica por Leão XIII. Trata-se de uma festa de reparação ao Amor que não é amado. Paulo VI a elevou a categoria de solenidade, e nos convida a aproximar-nos do Coração de Cristo e beber com alegria da fonte de salvação.
Esta solenidade nos convida a contemplar esse Coração de Jesus que tanto amou a humanidade, e que está aberto desde a cruz para que nos aproximemos dele: para consolá-lo com pequenos gestos de amor e sacrifícios, porque não é de poucos que recebe ingratidão e desprezo; e depois, para imitá-lo nessas virtudes que resplandeceram nesse Coração humano e divino: humildade, mansidão, caridade e misericórdia.
No Coração de Jesus, como nos diz o evangelho, encontraremos descanso para os nossos sofrimentos, alívio para nossas dores, remédio para nossas enfermidades e alargamento de nossas costas para carregar o fardo de Cristo em nossas vidas. E se nosso coração não funciona e não ama, tenhamos confiança para pedir a Jesus um transplante de coração. Vamos a Ele e digamos: “Jesus, eis aqui o meu coração; dá-me o Teu”, “Jesus, manso e humildade de coração, fazei o nosso coração semelhante ao Vosso”.

AO-MEJ Brasil

Deixe o seu comentário





* campos obrigatórios.