Quem Somos

O Apostolado da Oração (AO) é, antes de tudo, fazermo-nos interiormente disponíveis para a missão de Cristo. Esta disponibilidade tem como sua fonte e modelo Jesus Cristo entregue a nós e por nós, que se nos faz presente continuamente na Eucaristia. Receber a Sua vida leva-nos, reconhecidos, a oferecer diariamente a nossa própria vida ao Pai.

O Apostolado da Oração é um caminho espiritual que a Igreja propõe a todos os cristãos para os ajudar a ser amigos e apóstolos de Jesus Ressuscitado na vida diária e despertar neles a capacidade missionária. Leva-os a uma aliança de amor pessoal com Ele, simbolizada no seu Coração.

O Apostolado da Oração é uma rede mundial de oração a serviço dos desafios da humanidade e da missão da Igreja, expressos nas intenções mensais de oração do Papa. Rezar por estas intenções abre-nos os olhos e o coração à dimensão do mundo, fazendo nossas as alegrias e esperanças, as dores e os sofrimentos de todos os nossos irmãos e irmãs.

Como se põe em prática o caminho do Apostolado da Oração?

Por meio de:

1- Três atitudes diárias:

O ritmo diário de oração tem pelo menos três momentos específicos. Para vivê-los, a pessoa vai escolher a modalidade que lhe inspire maior gosto espiritual e lhe ajude a estar mais disponível ao Senhor Ressuscitado. Pode-se recorrer a uma imagem de Jesus ou um crucifixo, pode ser num lugar especial em sua casa, pode ser recitando uma oração sugerida, pode ser usando meios digitais, etc.

- Com Jesus pela manhã: Ao iniciar o dia, num momento de silêncio, faço-me presente diante de Jesus Ressuscitado que está comigo. Peço ao Pai que me faça disponível à missão do Seu Filho para este novo dia, oferecendo o que sou e o que tenho. Posso expressar este oferecimento usando palavras minhas ou recorrendo a uma oração de oferecimento escrita. Peço ao Espírito Santo que abra o meu coração às necessidades e desafios da humanidade e da missão da Igreja, e rezo por eles segundo as intenções do Papa para este mês.

- Com Jesus durante o dia: Em vários momentos ao longo do dia, em caminho ou em repouso, em casa ou no trabalho, tomo consciência de estar na presença do Senhor e renovo-lhe a minha disponibilidade “para trabalhar com ele de dia e vela com Ele de noite” (Exercícios Espirituais de Santo Inácio, 93).

- Com Jesus à noite: No final do dia, num momento de silêncio, peço ao Espírito Santo que me ajude a reconhecer a presença de Jesus comigo durante esse dia, e agradeço. Pergunto-me de que modo fui disponível à sua missão e também agradeço. Vejo como fui obstáculo à sua ação na minha vida e peço-Lhe que, na sua misericórdia, transforme o meu coração. Peço-Lhe ajuda para viver outro dia unido a Ele. Jesus dá-me a sua bênção.

2- Participar na rede do AO

Manter uma ligação com a sua Sede Nacional (que é o centro responsável pelo seu funcionamento) no seu país ou no país mais próximo. Procurar receber os seus folhetos, revistas, notícias ou outros materiais que lhe ajudarão a aprofundar a sua relação com Jesus e a manter-se informado e integrado na rede mundial do AO. Participar, se for possível, no seu grupo, nas suas atividades de formação ou nas suas redes sociais na internet. Um símbolo da sua união com essa rede mundial de oração será rezar diariamente pelas intenções do Papa, e de uma forma especial na Primeira Sexta-feira de cada mês, que é tradicionalmente o dia em que se recorda a revelação do amor de Deus na cruz e o amor do Seu Sagrado Coração pela humanidade. Participar nesse dia na Eucaristia, na medida do possível. Seguir as indicações que irá receber da Sede Nacional para todas estas propostas.

O APOSTOLADO DA ORAÇÃO:

- Vive diariamente os três momentos de oração, para se colocar junto a Jesus ressuscitado e oferecer-Lhe a sua vida em disponibilidade apostólica.

- Compromete a sua vida em oração e serviço, em resposta aos desafios da humanidade e da missão da Igreja presentes nas intenções mensais do Papa.

- Segue o “Caminho do Coração” como escola de vida e itinerário de formação.

- Participa na rede mundial e nacional do AO.

E vive tudo isto apoiado nas práticas que são fundamentais em toda a vida cristã:

- A Eucaristia, que conduz à experiência interna do Coração de Jesus e o dispõe a viver com Ele e ao seu estilo, a serviço da sua missão. A entrega de Jesus pela humanidade que se faz realidade em cada Eucaristia é, para o AO, o modelo de oferecimento e disponibilidade.

- O amor e a devoção a Maria, modelo de disponibilidade apostólica, cujo coração está repleto de Jesus e dos Seus projetos.

- Participação num grupo de vida, em união com outras pessoas que vivem o AO.

- A formação contínua, que dá conteúdo à experiência profunda de comunhão com Jesus e o ajuda a crescer como apóstolo. Deveria incluir formação em temas relacionados diretamente com a sua vivência do AO (Coração de Jesus, a oração de intercessão, identidade e história do AO, etc.) e em matérias de outras áreas que alimentam a sua fé como cristão (Bíblia, teologia, vida espiritual, sacramentos, etc.).